CUZCO – OS PASSEIOS

Cuzco foi uma das cidades principais do Império Inca e um dos postos principais dos colonizadores espanhóis. Então é muito rica culturalmente com museus, igrejas, monastérios, sítios arqueológicos e etc. O melhor é comprar um bilhete turístico com varias atrações da cidade e das ruínas(70 soles para estudantes).

Boleto Turístico de Cuzco

Com isso visitamos sem pressa as atrações da cidade com destaque para o Museo de sitio Del Qoricancha com as impressionantes múmias que eram depositadas em vasos enormes e o gramado verde ótimo para descansar depois do almoço.

Com o bilhete também visitamos as ruínas. Infelizmente pegamos lá uma das piores épocas de chuva em 5 anos, com mortes e vários desabrigados. A região afetada é longe da cidade onde ficam as ruínas. Então conseguimos visitar duas ruínas com guia. Uma foi Chinchero onde a maior parte das ruínas foram destruídas pela igreja católica e é bem bonito. E a sensacional Moray onde mais uma vez entendi como o Povo Inca foi poderoso e muito a frente do seu tempo. Além de ser uma construção enorme cada andar era feito para ter uma determinada temperatura para simular os vários solos da região do império e fazer a seleção dos melhores grãos.

E por fim visitamos 4 ruínas que não ficam longe da cidade de bicicleta alugada. É uma subida pesada de 11km até a ultima e foi um dos pontos altos da viagem com paisagens magníficas, sensação ótima de liberdade e descida na estrada bem asfaltada numa velocidade assustadora. Engraçado era ver a reação das pessoas quando nos viam fazendo a trilha de bike. Já ganhávamos sorrisos e conversas facilmente. Conhecemos um grupo de americanos senhores enxutos que trocaram idéia sobre fazer isso nas estradas do deserto do EUA, uma espanhola linda e depois um Italiano que quase nos convenceram a ficar mais um dia na cidade e um trio de americanas que nos elogiaram muito.

Depois também conheci uma maluca Gaúcha que me falou de sua experiência com um grupo religioso em Cuzco. Não lembro o nome mas é um grupo famoso onde os iniciados passam por varias rituais com rezas e drogas. E por final tomam o alucinógino mais potente do mundo, o chá de cactus. Ela tentou me descrever a sensação, mas não é algo para por em palavras. Para achar os xamãs que fazem isso, só na informação boca a boca.



Anúncios

Sobre Yuri Mota

Sou Yuri Mota, carioca, estudante de engenharia, mochileiro, amante da boa música,de violão, canto e também amante de robôs e automobilismo. Amo a vida, me considero um privilegiado e gosto de tantas coisas que é difícil resumir aqui. o blog é sobre minhas viagens, minhas impressões e idéias sobre tudo que acontece ou não. Dando uma atenção especial ao estilo de viajar mochileiro, a reflexão sobre o comportamento humano e a pratica de trekking. É isso, leia e comente, por favor.
Esse post foi publicado em Peru. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s